Como funciona o Google Analytics

Este conteúdo é fundamental para qualquer profissional de marketing. Afinal, o Google Analytics mostra os dados mais importantes para uma estratégia. 

O conhecimento dessa ferramenta melhora os planos de ações, trazendo novos clientes, oportunidades de negócios e até vendas. 

Quer descobrir mais informações sobre o Google Analytics? 

Neste artigo, vamos mostrar como funciona, além de outras questões. 

  • Afinal, o que é Google Analytics? 
  • Por que usar o Google Analytics?
  • Quais são as métricas mais importantes do Google Analytics?
  • Quais são as fontes de tráfego do Google Analytics?
  • Como instalar o Google Analytics?
  • O UA foi instalado corretamente?
  • Como configurar a busca do site?
  • Por que devemos medir a conversão no Google Analytics?

Continue lendo este artigo e tire todas as dúvidas!

Afinal, o que é Google Analytics? 

O Google Analytics é uma ferramenta obrigatória para o profissional que trabalha com marketing digital. 

Trata-se de uma ferramenta que acompanha e analisa a performance de sites, blogs e aplicativos na internet. 

O Google Analytics monitora o comportamento do internauta na página que está integrada a ferramenta. 

Ele consegue identificar a localização do leitor, qual dispositivo ele utiliza para acessar o site, quais são as páginas mais acessadas, entre outras informações que impactam diretamente nos resultados de um negócio. 

Os dados que são exibidos pelo Google Analytics ajudam a criar estratégias assertivas e que estejam de acordo com a sua audiência. 

Os relatórios mostram resultados diários, semanais ou mensais. 

O mais interessante é que o Google Analytics apresenta os dados de forma prática e eficiente, com o auxílio de recursos visuais para facilitar na interpretação dos números. 

Outra vantagem da ferramenta é que ela não é complicada de usar e é possível integrá-la com vários serviços do Google como AdWords e Search Console. 

O Google Analytics mostra ainda quais são as estratégias de mídias sociais que mais tiveram resultados e quais foram as campanhas de marketing que foram avaliadas como positivas pelos leitores da sua página. 

Você poderá identificar quais são os erros da sua estratégia e pensar novas alternativas para mudar o cenário atual. 

O Google oferece um curso gratuito para que as pessoas conheçam os recursos da ferramenta. O conteúdo é bastante dinâmico. 

Por que usar o Google Analytics? 

O Google Analytics é a melhor fonte de informações para o seu blog, site ou negócio. Afinal, ele divulga dados valiosos sobre a sua performance e sobre o mercado. 

Em poucos clientes, você consegue descobrir as regiões que estão localizadas os visitantes e quais foram os canais de origem. 

O responsável pela estratégia de marketing pode fazer comparações de desempenho com outros meses. 

Ele também pode identificar os motivos pelos quais uma página teve baixo acesso em um determinado mês. 

O monitoramento da audiência é fundamental em todos os segmentos. Empresas de pequeno, médio e grande porte devem ter acesso a esses dados para alcançar os seus objetivos e expandir os resultados do negócio. 

Veja abaixo outros motivos para utilizar o Google Analytics.

Informações precisas 

As informações da ferramenta são bastante precisas. Ela consegue monitorar quais foram os horários, os dias e as semanas que os usuários tiveram mais engajamento com a página. 

Os dados ajudam a planejar estratégias para períodos de pico. Assim, uma simples atualização alcançará grande parte dos leitores. 

Identifica erros no site 

Uma das métricas mais importantes que o Google Analytics apresenta para os usuários é a taxa de rejeição. Ela mostra quantas pessoas saíram do seu site sem interagir com o conteúdo. 

Essa métrica ajuda a entender quais são os principais gargalos que impedem a negociação do produto ou serviço. 

Monitora o comportamento do usuário 

Todo mundo sabe que um usuário pode acessar a internet em qualquer lugar do mundo. Porém, nem todas as pessoas têm informações sobre qual dispositivo está sendo utilizado pelos visitantes. 

Com o Google Analytics,  você consegue entender se as pessoas estão navegando por meio do desktop ou aparelho móvel. 

Por isso, as páginas precisam ser otimizadas para navegação mobile. Caso contrário, estará perdendo clientes e novas oportunidades de negócio. 

O Google Analytics ainda tem diversos recursos. Aos poucos, descobrirá quais são os mais importantes para o seu negócio. 

Quais são as métricas mais importantes do Google Analytics?

O Google Analytics é uma ferramenta completa. Ele mostra os dados mais importantes para o seu negócio. 

  • Sessões: essa métrica também é conhecida como visitas. Ela mostra o número total de pessoas que acessou o site, de acordo com o período indicado pelo usuário. 
  • Usuários ou visitantes únicos: esse dado apresenta quantas pessoas visitaram o seu site somente uma vez. O cálculo é diferente de sessões. Se um usuário visita a sua página hoje e amanhã, ele será identificado como um visitante único em cada dia. 
  • Taxa de reijeição: essa métrica é uma tradução de Bounce Rate. Ela mostra o número de usuários que saiu do seu site ou blog após terem visualizado apenas uma página. É uma taxa que, geralmente, é alta nos blogs. Por isso, deve-se escrever conteúdos interessantes para prender a atenção do usuário;
  • Páginas por visita: esse dado mostra a interação dos leitores com o seu site ou blog, ou seja,  a média de páginas que um usuário acessou em seu domínio;
  • Duração média de sessão: esse dado apresenta o período que um usuário permaneceu em sua página. 

Os responsáveis pelas estratégias de marketing precisam entender a importância dessas métricas e como elas impactam nos resultados. Assim, terá planos de ações de acordo com os dados que são apresentados pela ferramenta. 

Quais são as fontes de tráfego do Google Analytics? 

O Google Analytics ainda tem outro gráfico que mostra mais informações sobre a performance dos usuários. 

Você consegue entender quais são os canais que trazem retorno para o seu site e onde aplicar o seu dinheiro da melhor forma. 

Se você tem o hábito de divulgar os seus conteúdos no Facebook, por exemplo, saberá se a estratégia está surtindo efeito ou não. Caso a resposta for negativa, poderá direcionar o seu capital para o Instagram. 

É fundamental conhecer cada uma para investir tempo e dinheiro de forma correta. 

  • Busca orgânica: número de usuários que acharam a sua página por meio de sites de busca, por exemplo, o Google; 
  • Social: esse dado também mostra o alcance orgânico que é oriundo das redes sociais. A métrica também apresenta os resultados das campanhas de mídia paga;
  • E-mail: a ferramenta analisa a performance dos seus e-mails. Assim, saberá quais foram os tipos de conteúdos mais acessados pelos usuários; 
  •  Direta/direct: são usuários que entram em seu site após digitarem o domínio no navegador; 
  • Referências/Referral: mostra o número de pessoas que descobriu o seu site por meio de outros blogs. O cálculo é feito a partir do momento em que o usuário clicou no link da sua página em outro endereço;
  • Buscas pagas/Paid search: calcula quantas pessoas acessaram o seu conteúdo por meio de anúncios pago. 

Como instalar o Google Analytics? 

Agora que você já sabe o que é Google Analytics, como funciona, quais são os seus benefícios e as principais métricas, que tal aprender como instalá-lo corretamente? 

O comportamento do usuário é analisado a partir do momento em que o responsável pelo site ou blog instala o código de acompanhamento, que deve ser feito em todas as páginas. 

A instalação do Google Analytics exige alguns requisitos. 

  • Conta ativa no GA (Google Analytics);
  • Propriedade configurada  
  • Código de acompanhamento da ferramenta, que é denominada de UA.

Conta 

A configuração é o primeiro passo que todo usuário deve desenvolver para trabalhar com a ferramenta. 

Neste item, você pode ajustar diversas ações, entre as quais: administrações dos usuários, políticas de privacidade, além de criar propriedades. 

Um usuário pode ter até 100 contas. Geralmente, as agências de comunicação criam uma conta para cada empresa que é atendida pelos seus colaboradores. 

Propriedades 

As propriedades são os sites, blogs ou aplicativos que o usuário pretende acompanhar a performance. 

Na categoria propriedade, você consegue acompanhar o UA, estabelecer qual será a URL de domínio e determinar alguns fluxos para o recolhimento de dados.

Uma conta no Google Analytics não pode ultrapassar 50 propriedades.  

Vista de propriedade 

Trata-se dos pontos de acesso aos relatórios que são disponibilizados pela ferramenta. 

Nele, é possível desenvolver diversas atividades como: criar metas para a página, estabelecer os dados que serão filtrados, armazenar anotações e determinar URL para a vista. 

Esse último item só é possível se houver um subdomínio ou subdiretório. 

O profissional de marketing deve ter organização para trabalhar com as contas e propriedades. 

A organização é essencial para que as informações não tenham desalinhamentos e não prejudiquem a credibilidade dos relatórios.  

A situação dos seus domínios poderiam ficar da seguinte forma. 

O UA foi instalado corretamente?

A expansão do Google Tag Assistant é a melhor forma ferramenta para identificar se o código foi instalado corretamente. 

O processo de instalação é bem simples.

Basta instalar a extensão no site que deseja acompanhar a performance. 

Depois, verifique se as tags dos produtos Google são exibidas na tela do seu computador. 

O cenário da instalação será representado por meio de cores. 

  • Verde: instalação concluída com sucesso; 
  • Azul: tag está funcionando, porém é importante ficar atento com alguma observação; 
  • Vermelha: a instalação não foi concluída com sucesso. 

Ao clicar na tag, você saberá quais são os ajustes que deve ser feito. 

Como configurar a busca do site? 

A maioria dos blogs e outros formatos de site tem um mecanismo de busca interno. O seu principal objetivo é garantir uma boa experiência aos usuários. 

Esse recurso também melhora a busca por outros textos na página. 

Ele ainda mostra quais são os artigos mais visitados pelos usuários e como está a performance da sua página de produtos. 

Esse tipo de informação é essencial para uma estratégia de marketing, pois é possível descobrir quais são os artigos mais valorizados pelo leitor e produzir novos temas que estão relacionados com o assunto. 

Para configurar a ferramenta, você deve seguir esse passo a passo. 

Acesse a aba de “administrador”. Ela está localizada no ponto esquerdo da sua tela. 

Depois, clique em “visualizar configurações”. Agora, autorize o monitoramento de pesquisas no site. 

Em seguida, recomendamos que você execute a identificação do parâmetro de pesquisa. Geralmente, ele aparece na URL da sua página. 

É fundamental deixar claro que cada site utiliza uma nomenclatura diferente. As preferidas são: “busca” e “keywords”. Você também pode criar o nome que achar mais conveniente. 

Clique em “salvar” para finalizar o procedimento. 

Você receberá do Google os dados das buscas que os usuários fizeram em sua página. 

Por que devemos medir a conversão no Google Analytics? 

Imagine que você comprou um produto em um e-commerce. Essa simples tarefa é denominada de conversão no meio digital. 

Conversão é qualquer atividade que uma pessoa executa e é considerada fundamental para a empresa. 

As conversões mais comuns são: finalizar uma compra, assinatura de uma newsletter e e-mail de contato para um vendedor. 

O Google Analytics também monitora as conversões do seu site. 

Cada conversão realizada é incluída nos relatórios. 

Você também pode construir metas para acompanhar as conversões. Assim, saberá quais são as estratégias que mais trouxeram resultados para o seu negócio. 

O conhecimento em Google Analytics ajuda a melhorar as tomadas de decisões em sua estratégia. Portanto, não deixe de utilizá-la para alcançar suas metas e objetivos. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *